Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

França ou Espanha? Hum....

21.06.12publicado por Gato Pardo

 

E devagar, devagarinho, os rapazes vão fazendo das suas.

Sempre fui daqueles que afirmei que ao longo dos anos tivemos grandes individualidades (Rui Costa, Figo) mas que pecávamos no capítulo "equipa".

Hoje após ver o jogo com a República Checa fiquei com um trago agradável na garganta (e não era das 38 minis ingeridas). Vi uma equipa em campo, cujo expoente maior é sem dúvida Ronaldo. Vi 11 jogadores em campo com a lição bem estudada, outros 12 no banco que nunca pararam de incentivar os colegas dentro das 4 linhas e um Paulo Bento que realmente parece perceber alguma coisa da poda.

Não me interpretem mal. Nada me move contra o Carlos Queiroz. A não ser o desejo de ir ao volante de um camião cisterna e atropelá-lo. Apenas isso...

Agora as meias finais.

Estou dividido. Temos contas a ajustar quer com a França, quer com a Espanha.

A minha costela espanhola diz-me que era preferível os franceses. O meu apreço pela cidade de Paris diz-me que era engraçado os espanhóis. É indiferente. Somos uma das quatro selecções europeias mais fortes. Já não há jogos fáceis, seja contra quem for.

Contra os espanhóis, move-me o desejo de trucidar a espinha dorsal do Barcelona. Contra os franceses, move-me o desejo de ganhar, simplesmente isso. Se puder ser com um penalti mal assinalado no prolongamento ou com um golo em fora de jogo por 20 metros e a bola não ultrapassar a linha de golo, tanto melhor. Há vinganças que se devem ser não frias, mas geladas. E nós temos contas a ajustar com eles. Como bónus, é ver as trombas do Platini a esbarrarem contra o betão.

Uma coisa posso afirmar. Jogue quem jogar, tenho a firma convicção que temos uma equipa.

1 comentário

Comentar este post